APRESENTAÇÃO

A aviação está comprometida com metas ambiciosas de descarbonização.

A Organização da Aviação Civil Internacional (Oaci), órgão das Nações Unidas do qual o Brasil é membro, adotou o Objetivo Aspiracional de Longo Prazo de alcançar zero emissões líquidas de carbono na aviação internacional até 2050.

Para atingir esse objetivo, além de melhorias tecnológicas das aeronaves e das operações aéreas, e da compensação de emissões por meio de créditos de carbono, será necessário que a aviação realize a transição energética por meio do uso de fontes mais limpas. Os combustíveis sustentáveis da aviação – mais conhecidos como SAF (do inglês Sustainable Aviation Fuels) serão fundamentais.

O Brasil, com sua disponibilidade de matérias-primas, tecnologias e ampla experiência na produção de biocombustíveis, em particular etanol e biodiesel, tem grande potencial de se tornar líder global nesse novo mercado.

Diante desse cenário, nasce no Brasil a Conexão SAF.

O que é a Conexão SAF?

A Conexão SAF é um fórum informal que visa a congregar atores públicos e privados para a identificação e elaboração de propostas e soluções que permitam ao setor de aviação brasileiro realizar a sua descarbonização por meio do uso de SAF.

A Conexão SAF busca promover o debate contínuo e estruturado de forma a identificar os desafios técnicos, regulatórios, tributários, produtivos e logísticos para a produção e o consumo de SAF no Brasil, propondo alternativas e iniciativas para tornar esses combustíveis viáveis economicamente.

A ideia é congregar todas as instituições que tenham interesse em participar desse debate sobre como promover a produção e o consumo de SAF no Brasil.

O que são os combustíveis sustentáveis da aviação?

Os SAF são combustíveis quimicamente análogos ao tradicional querosene da aviação, de origem fóssil. Eles não demandam adaptações dos motores das aeronaves e podem ter diversas origens para sua produção – lixo orgânico, gordura animal, biogás e biomassa são só alguns exemplos. Tecnicamente, são definidos como combustíveis da aviação oriundos de matéria renovável ou derivados de resíduos, atendendo a critérios de sustentabilidade ambiental.

O SAF emite menos porque, ao longo de todo o seu ciclo de vida – incluindo os insumos utilizados para sua produção, transporte e queima – há menos emissões de carbono do que decorreria com o uso de combustíveis fósseis. A redução depende da matéria-prima e tecnologia de conversão.

O potencial de crescimento do mercado de SAF é imenso, na medida em que ele representa, atualmente, menos de 0,5% do volume de combustível utilizado pelo transporte aéreo.

OBJETIVO E FUNCIONAMENTO

Um dos objetivos principais da Conexão SAF é estabelecer canais de divulgação, comunicação e diálogo ao longo da cadeia de produção, distribuição e consumo de SAF, de modo a incentivar novos negócios e investimentos no setor.

A iniciativa visa também realizar a divulgação contínua de informações relacionadas aos requisitos de certificação de sustentabilidade, das metodologias de análise de ciclo de vida e das melhores práticas para produção, certificação, distribuição e consumo do SAF no Brasil.

A Conexão SAF tem um Grupo Coordenador, que apoia administrativamente a definição do cronograma de discussões e a organização dos eventos e reuniões.

Para a discussão dos eixos temáticos, serão criados grupos técnicos abertos a quaisquer membros. Cada grupo técnico terá um coordenador, que será responsável por organizar os debates e fazer a interlocução com o Grupo Coordenador da Conexão SAF, a fim de apresentar os principais resultados e realizar eventuais alinhamentos.

Qualquer membro da Conexão SAF poderá ocupar a posição de coordenador de grupo técnico.

MEMBROS

Como fazer parte

Encorajamos a se tornar membros da Conexão SAF: produtores de matéria-prima, produtores de biocombustíveis, distribuidores de combustíveis, empresas aéreas, operadores aeroportuários, fabricantes de produtos aeronáuticos, provedores de tecnologia, instituições de pesquisa, entidades de fomento e financiamento, bancos de investimentos e pesquisadores.

A participação na Conexão SAF é voluntária e não requer qualquer pagamento de taxa de participação. Confira a seguir como fazer parte da rede.

Instituições

Clique no botão Termo de Ingresso e Compromisso, indique os nomes dos representantes da instituição que farão parte e informe como a organização poderá contribuir para as discussões sobre o desenvolvimento do mercado de SAF no Brasil.

Como membros, os representantes indicados pela instituição poderão participar das atividades desenvolvidas pelos grupos técnicos e dos eventos promovidos pela Conexão SAF.

Termo de Ingresso e Compromisso

Pessoas físicas

Se você é pessoa física e gostaria de estar ativamente envolvido nas atividades da Conexão SAF, de forma desvinculada de qualquer instituição, envie um e-mail para conexaosaf@anac.gov.br.

Nossa equipe entrará em contato para identificar como sua participação poderá contribuir com as discussões dos grupos técnicos de interesse.

Público em geral

O público interessado no tema poderá ter acesso a informações sobre o desenvolvimento de SAF no Brasil, por meio do acompanhamento do conteúdo publicado neste site e pelo recebimento de informativos periódicos por e-mail. Para receber os informes por correio eletrônico, envie o seu pedido para o conexaosaf@anac.gov.br.

AGENDA

EIXOS TEMÁTICOS

A Conexão SAF busca abarcar todas as questões relevantes para impulsionar o estabelecimento de um robusto mercado de SAF no Brasil. Em virtude da amplitude de assuntos tratados e sua especificidade, as discussões são estruturadas em grupos técnicos constituídos para cada um dos seguintes eixos temáticos:

Certificação e qualidade
do produto

Questões relacionadas ao processo de certificação do produto junto à ASTM e à ANP no que se refere às especificações de qualidade e segurança de uso, incluindo as características físico-químicas, bem como questões de certificação ligadas aos critérios de sustentabilidade ambiental em consonância com regulamentos internacionais e nacionais.

Políticas de incentivo
e regulação

Questões relacionadas às políticas nacionais de incentivo à cadeia de produção, distribuição e consumo de SAF, incluindo mecanismos como o Book-and-Claim.

Viabilidade comercial
e financiamento

Questões relacionadas à promoção e integração de um ambiente de negócios favorável a investimentos para instalação de capacidade produtiva e cadeia de distribuição do produto de maneira mais eficiente; considerações acerca da necessidade de equilíbrio de custo para tornar mais acessível o SAF ao setor de aviação; questões relacionadas a acesso a linhas de financiamento público e privado.

Pesquisa e desenvolvimento

Questões relacionadas à promoção e incentivo de pesquisa de desenvolvimento de novas tecnologias de produção e de matérias-primas.

Infraestrutura e distribuição

Questões relacionadas à infraestrutura presente nos aeroportos, além da infraestrutura e logística de distribuição do SAF no país.

Tributação e acesso a mercados internacionais

Questões relacionadas à tributação e ações para promoção do acesso do produto brasileiro a mercados internacionais